Bolsas

Iniciação Científica

A Iniciação Cientifica é um instrumento que permite introduzir os estudantes de graduação, potencialmente mais promissores, na pesquisa cientifica. É a possibilidade de colocar o aluno desde cedo em contato direto com a atividade científica e engajá-lo na pesquisa. Nesta perspectiva, a iniciação científica caracteriza-se como instrumento de apoio teórico e metodológico à realização de um projeto de pesquisa e constitui um canal adequado de auxílio para a formação de uma nova mentalidade no aluno. Em síntese, a iniciação científica pode ser definida como instrumento de formação.
Assim, é fundamental compreender que a iniciação científica é uma atividade bem mais ampla que sua pura e simples realização mediante o pagamento de uma bolsa.
Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – PIBIC.
Manual do Usuário – Resolução Normativa 019/2001

Bolsas

As bolsas de iniciação científica são oferecidas pelas seguintes agências governamentais: CNPq e FAPESP

CNPq – O CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) oferece bolsas a alunos de cursos de graduação, a partir do 3o semestre letivo, indicados por pesquisadores qualificados para participarem, sob sua orientação, de projetos de pesquisa que estejam desenvolvendo.

FAPESP – A FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) oferece bolsas a alunos de cursos de graduação, para desenvolverem atividades de pesquisa sob a orientação de um pesquisador experiente com a titulação mínima de doutor. Exige-se do aluno a aprovação prévia nas disciplinas que possam propiciar a base necessária para o desenvolvimento da pesquisa.

Estão abertas as inscrições para o processo de seleção à Bolsa de Iniciação Científica PIC/CNPq, RUSP (Institucional) e Santander, no período de 22 de fevereiro a 23 de abril deste ano. As inscrições deverão ser realizadas para os alunos que pretendem ingressar no Programa, bem como para aqueles que já possuem Bolsa e almejam renová-la.

O procedimento para inscrever-se neste processo será como no ano passado, ou seja, o próprio orientador realizará a inscrição do seu aluno no Sistema Atena (http://sistemas3.usp.br/atena/), cuja cartilha de manuseio sofrerá alterações e será repassada pela Pró-Reitoria de Pesquisa em momento oportuno.

Além da inscrição via online, deverá ser entregue toda a documentação impressa, conforme listagem abaixo e disponível no site do ICB, até às 14h00min do dia 23/04.
Todas as inscrições deverão ser informadas à Secretaria do Departamento, afim de que seja feito controle de número de bolsistas.

Documentos necessários para inscrição:

Formulário de Cadastramento Orientador e Bolsista PIBIC 2010/2011;
Cópia do RG e CPF;
Histórico escolar atualizado do(a) aluno(a);
Currículo Lattes resumido do(a) orientador(a);
Currículo Lattes resumido do(a) aluno(a);
Cópia do termo de outorga dos projetos assinalados ;
Projeto de Pesquisa resumido (máximo de 3 páginas).

Renovação de Bolsa: Em caso de pedido de renovação de Bolsa, o aluno deverá apresentar os documentos citados acima e adicionar a estes a solicitação de nova bolsa e a justificativa de aprofundamento do tema e do orientador para a continuidade da Bolsa.

Para preenchimento do Currículo Lattes do CNPq acessar o endereço: http://lattes.cnpq.br/

* O formulário de cadastramento deverá ser impresso diretamente do Sistema Atena.
A Pró-Reitoria de Pesquisa recomenda que seja indicado um aluno por orientador (alunos USP ou não) e os critérios de classificação pela Comissão de Pesquisa também estão na página virtual do ICB.
Aproveitamos a oportunidade para informar que o prazo para solicitações de substituição de Bolsa PIBIC dos atuais bolsistas será até o dia 26/02 do corrente ano.
Cabe lembrar que os bolsistas 2009/2010 deverão entregar o relatório parcial de suas atividades realizadas durante o período no Programa até o dia 26/02/10, ainda que tenham cancelado seu estágio, inclusive para os que tenham ingressado recentemente, que deverão entregar pelo menos um relato de suas atividades durante o período com Bolsa.

OBJETIVOS

Orientadores:

  • Estimular pesquisadores produtivos a engajarem estudantes de graduação no processo acadêmico, otimizando a capacidade de orientação à pesquisa da instituição;
  • Estimular o aumento da produção científica;
  • Estimular o envolvimento de novos pesquisadores na atividade de formação;

Bolsistas:

  • Preparar os alunos para a pós-graduação;
  • Despertar vocação científica e incentivar talentos potenciais entre estudantes de graduação, mediante sua participação em projetos de pesquisa;
  • Introduzir o jovem universitário no domínio do método científico;
  • Proporcionar ao bolsista, orientado por pesquisador qualificado, a aprendizagem de técnicas e métodos, bem como estimular o desenvolvimento do pensar cientificamente e da criatividade decorrentes das condições criadas pelo confronto direto com as dificuldades à geração do conhecimento;
  • Despertar no bolsista uma nova mentalidade em relação à pesquisa.