Objetivos/Histórico

Objetivos

O curso de Ciências Biológicas (Fisiologia Humana), tem o objetivo precípuo de formar docentes e pesquisadores em Fisiologia, capazes de ministrar cursos de Fisiologia para alunos de graduação nas áreas médica, paramédicas e biomédica e de formular e  desenvolver projetos de pesquisa que visam responder questões relevantes dentro da Biologia, Medicina e das Ciências Fisiológicas, em particular.

Evidentemente, como a Ciência evolui e novas tecnologias e metodologias de abordagem dos fenômenos fisiológicos vão sendo introduzidas, algumas modificações na filosofia do curso vem ganhando corpo. A utilização de ferramentas oriundas da Biologia Molecular é uma realidade dentro do Departamento e o emprego de manipulações gênicas para o estudo funcional de proteínas e outros agregados macromoleculares se tornaram uma rotina dentro da pesquisa e do ensino de pós-graduação do curso.

Apesar dessa tendência em abordar de forma cada vez mais aprofundada os mecanismos envolvidos na regulação de processos  fisiológicos enfocando os aspectos moleculares e fisiológico celulares, consideramos que os objetivos das pesquisas realizadas no nosso Departamento continuam, ainda, vinculados a aspectos da organização sistêmica (fenômenos endócrinos, neuroendócrinos, neurofisiológicos, regulação hidro-eletrolítica, cardio-vasculares, metabólicos, nutricionais, etc) e, portanto, não tem se justificado, a curto prazo, a criação de uma área específica de Fisiologia Celular e Molecular.


Histórico 

O curso de Ciências Biológicas (Fisiologia Humana), criado em 1994 em conseqüência do desmembramento do  Curso Interunidades de Fisiologia, envolvendo os Departamentos de Fisiologia e Biofísica do ICB/USP e de  Fisiologia Comparada do IB/USP.

Reconhecendo a extensão do campo da Fisiologia Humana, o Departamento de Fisiologia e Biofísica entendeu ser necessário e conveniente dividi-lo em 4 grandes sub-áreas de atuação: 1) Neurofisiologia; 2) Fisiologia Endócrina; 3) Fisiologia de Sistemas e 4) Biofísica. Esta filosofia atendeu não somente os interesses dos pós-graduandos, como também, veio ao encontro das realidades de pesquisa dos docentes do Departamento.

Selecionamos e concentramos o corpo docente a pesquisadores vinculados ao Departamento e dedicados integralmente ao Programa de Fisiologia Humana, de forma a ter um corpo docente homogêneo e participativo na formulação das políticas da nossa pós-graduação.

Criamos as condições Departamentais necessárias para a promoção da integração das diversas áreas de pesquisa, estimulando a abordagem do fenômeno fisiológico de forma mais abrangente e, ao mesmo tempo, pela soma de esforços, aumentar a produtividade do conjunto do corpo docente e discente.

Reorganizamos o elenco de disciplinas, de forma a atualizá-lo e inserí-lo mais intensamente no contexto das ciências contemporâneas e no contexto social da produção científica brasileira. Entre outras coisa, elaboramos tres séries de seminários. Uma, de “Seminários Gerais”, cuja finalidade é estimular os alunos a apresentarem os resultados de seus trabalhos e discutí-los com os docentes das várias especialidades existentes, do nosso ou de outro Departamento do ICB. Outra, chamada de “Tópicos Avançados em Ciências Fisiológicas”, constitue-se num conjunto de seminários ministrados por pesquisadores de renome nacional e internacional, que são convidados a abordar questões de ponta nas Ciências Fisiológicas e discutí-las com os docentes e discentes do Departamento. Por fim, a terceira série, chamada de “Debates em Ciências Biomédicas”, é organizada, com a participação direta dos alunos, sob a forma de um painel de debatedores que, em duas horas, exploram os aspectos contraditórios dos mais diversos temas envolvidos com a produção científica, com a prática científica, com a produção didática, com a prática do ensino, com o mercado de trabalho e com o papel social do pesquisador/docente no Brasil de hoje.

Fomentamos o estabelecimento de convênios entre nossos grupos de pesquisa e grupos de várias instituições do exterior visando o desenvolvimento de projetos conjuntos tanto de Pesquisa quanto Educacionais, dentre os quais destacamos:

  • – Projeto ALFA – Network : IRELAN – Islet Research European and Latin American Network 1998 – 2001 – – Participação de 51 laboratórios europeus (Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Espanha, França, Inglaterra, Irlanda, Suécia, Suiça e Portugal) e 7 latinoamericanos (Argentina, Brasil, Chile e México).
  • – Interação Internacional: Cornell University, New York (R. Duvoisin) 1999-2001.Universidade de Cordoba (G. Diaz, N. T. Talamoni) 2000-2002.
  • – United States-Brasil Higher Education Consortia Program. Trata-se de projeto de intercambio institucional de estudantes (graduação e pos-graduação)entre os Departamentos de Fisiologia ICB/USP e de Fisiologia da UFRGS pelo Brasil e os Departaments of Physiology, University of Iowa e Pharmacology & Toxicology, Wright State University. E’ financiado pela CAPES (Brasil) e FIPSE (US. Department of Education). A Helaine Maruska Vieira Silva, aluna do programa e de doutorado esta participando deste intercambio.
  • – Projeto com o Prof. Dr. Louis Allan Barker (LSU-USA) estudando o Os mecanismos envolvidos no efeito 
    pressórico da administração aguda de ouabaína em ratos anestesiados.
  • – Projetos desenvolvidos e em desenvolvimento com as Profas Dras. Mercedes Salaices (Departamento de 
    Farmacologia) e Glória Balfagón (Departamento de Fisiologia) da UAM-ESP sobre os mecanismos envolvidos nas alterações vasculares decorrentes da administração crônica de ouabaína em ratos.
  • – Pesquisa sôbre papel de anions luminais na secreção tubular distal de potássio, com G. Giebisch e M. Bailey, Dept. of Cellular and Molecular Physiology, Yale University School of Medicine, New Haven, CT, USA.
  • – Bolsa da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), como Professor Visitante estrangeiro no âmbito do acordo CAPES-DAAD “Professor Visitante Alemão de Longa Duração em Instituição Brasileiro de Ensino Superior.” 1998 -2003.
  • – Auxílio financeiro do “Deutscher Akademischer Austauschdienst (DAAD) relacionado a bolsa da CAPES 1998 -2003.
  • – Fundo do “Überregionales Sachmittelprogrammm” da Gesellschaft für Technische Zusammenarbeit (GTZ, Alemanha) para material de consumo 1998 -2003.
  • – Secretário da Federação Latinoamericana de Sociedades de Sono, desde 2001.
  • – Representante do LACG (Latin American Chronobiology Group) junto à World Federation of Societies for Chronobiology, desde 2002.
  • – Visita da Profa. Dra. Carolina Escobar, da Universidade Autônoma do México, para proferir palestras na FeSBE e no ICB/USP e estabelecer um protocolo de colaboração entre os grupos de pesquisa do Brasil e do México. FAPESP, 2002.
  • – Visita do Prof. Dr. Raúl Aguilar Roblero, Universidade Autônoma do México, para proferir palestra no ICB/USP. 2002.
  • – Organização do simpósio “Chronobiology and Learning” , ICB/USP, novembro 2002, com a participação do Prof. Dr. Martin Ralph, Prof. A.Arvanitogiannis e Prof. P.Zelazo, da Universidade de Toronto.
  • – Visita do Prof. Dr. Horácio De la Iglesia, Universidade de Washington/EEUU, para proferir palestra nos Programa Sul-Americano de Apoio às Atividades de Cooperação em Ciência e Tecnologia – PROSUL, colaboração em pesquisa sobre Cronobiologia Humana entre pesquisadores do Brasil-Argentina-Uruguai.
  • – Sonia Quatelli Doi, Department of Medicine, Uniformed Services University of Health Sciences,Bethesda, USA.
  • – Interação internacional com Philip Newsholme, Department of Biochemistry, University College of Dublin, Ireland.
  • – Interação internacional com Philip Calder, University of Southampton, UK.
  • – Interação internacional com Gary Sweeney, York University, Toronto, Canada.
  • – Interação internacional com Bechara Kachar, NIH, Bethesda, USA.
  • – Interação internacional com Stanley Klein, da Universidade da California, Berkeley.
  • – Interação internacional com Profa. Dra. Katharina Braun, Project Group Juvenile Learning, Leibnitz Institute for Neurobiology, Magdeburg, Germany. Estudos sobre os efeitos da separação maternal e isolação social nos sistemas neurotransmissores no córtex pré-frontal de mamíferos. Estudos neuroanatómicos e immunohistoquímicas no telencéfalo de pássaros.
  • – Interação internacional com Prof. Dr. Gerd Poeggel, Zoological Institute, University Leipzig, Germany. Estudos sobre os efeitos da separação maternal e isolação social nos sistemas neurotransmissores no córtex pré-frontal de mamíferos.
  • – Interação internacional com Lennart Heimer e George Alheid da Universidade de Virginia.
  • – Interação internacional com José de Olmos e Carlos Beltramino do Instituto de 
    – Investigação Médica Mercedes e Martin Ferreira , Cordoba, Argentina.
  • – Interação internacional com Prof. Paul Pévet e Valerie Simonneaux, Universidade Louis Pasteur, Estrasburgo, França.
  • – Interação internacional com Ovidiu Baltatu, Max-Delbrück-Center for Molecular Medicine, Berlim, Alemanha.
  • – Interação internacional com W. Timothy Garvey, University of Alabama at Birmingham, Birmigham, AL, USA.
  • – Interação internacional com Stephen R. Farmer, Boston University, Boston, MS, USA.
  • – Interação internacional com Prof. Dr. Vicente Lahera Juliá do Departamento de Fisiologia da Faculdad de Medicina da Universidade Complutense de Madrid estudando a participação de fatores inflamatórios cardíacos e vasculares em processos patológicos e fisiológicos. Em 2004, a aluna de pós-graduação Ana Paula Couto Davel realizou estágio neste laboratório de junho a dezembro.